20.12.04

Um certo Natal

Fui à procura de uma informação e encontrei este poema:

de Reinaldo Ferreira:

Visitação

Que é do anjo das asas rutilantes
Com que lutou Jacob, na madrugada?
Que é desse outro, de falas sussurrantes,
Que surgiu a Maria, a fecundada,

Tão casta e sem pecado como dantes?
Que é da estrela, pela mão de Deus lançada
A guiar os incertos caminhantes
Ao colmo da cabana consagrada?

Onde estão os sinais que Deus envia?
Onde estão, que os procuro noite e dia
Sem nunca ver cumprido o meu desejo?

Não os vejo e não sei se eu, que os procuro,
Os não encontro porque sou impuro,
Ou sou impuro porque os não vejo.

1 comentário:

Yurei disse...

Um grande e doce beijinho para ti Th, que neste Natal te rodeies de Amor e o por todo o ano de 2005 Ele em ti permaneça.
Votos de Festas Felizes da Ys