24.5.05

A Kuskinhas





MAIO 039



Os meus brinquedos são as minhas máquinas, mas hoje para além dum computador portátil fui à procura duma kuskinhas, aquela figurinha engraçada que está sempre pronta para a festa.
Andava fugida, a pitinha, sabe-se lá por onde…ainda está um pouco zangada comigo porque a apaguei, sem querer, quando tentava limpar o computador de bicharada…e eu não sou bicha, e eu não sou bicha, clama ela.
E não é que a pobre ficou mesmo traumatizada! Não tem aquela vivacidade que é de todos conhecida.
Vem com uma roupagem diferente, capa bordeaux por cima do vestido cor de chumbo.
Engraçado foi ver a Cleo, minha gata, a dar-lhe conselhos, naquele dialecto meio de bicho e de boneco, que não é para entender; não sei, ao certo, o que ela disse, mas depois de estarem as duas em ameno blá blá a kuskinhas pareceu-me mais animada.
Se ela, que está sempre pronta para a galderice, nem ontem quis ir festejar a vitória do tal club, que ela diz ser o dela!
Ai que andava tão ralada com o apagamento da dita que hoje finalmente até vou dormir melhor.
Aqui vos deixo as duas para verdes que não menti quando disse que elas se entendem bem.