27.4.07

Divagações



A corredoria dos dias, a corrida das horas!
O pensamento que ficou lá atrás porque seguimos à procura, sem vivermos o nosso corpo que está presente.
Um tempo sem tempo no queixume do passado...
A pressa de chegar ao ponto que nos ultrapassa no instante que já foi...

O tempo arrancado na tempestade dos dias, no torvelinho da pressa.

Quero a pausa que vem dos fins de tarde amenos, da meia luz do ensonado dia.

3 comentários:

Carlos Gil disse...

smack para a menina sem tempo, haja ao menos para recebermos estes beijinhos escritos - que tu negas saber(ê-los) escrever!...

th disse...

foi a insómnia...no rescaldo dela.
Beijo para ti também, th

Tareca disse...

beijos aos dois, apenas digo o tempo não me fará esquecer pessoas como vcs